21457 visitas

                    

                 

                                           
           
Ligados em São Domingos
            
     

            Fotos e frutos da missão
  
           
                          
ver as fotos

            
            
                    

                                                                                                                                                    


  
Palavras em destaque:
 
                  


    Pe. Vinícius

  
   



  
 
Dom Orani

  Cristãos leigos

  No quarto domingo do Mês Vocacional,
  agosto, celebramos, no Brasil, a oração e 
  o tempo para reflexão sobre os 
  ministérios e serviços na comunidade,
  todos os leigos que, entre família e
  afazeres, dedicam-se aos trabalhos
  pastorais e também missionários, tanto 
  no interno da Igreja como na sociedade. 
  Os cristãos leigos atuam como membros
  responsáveis na Igreja e em comunhão 
  com os padres e diáconos na catequese, 
  na liturgia, nos ministérios de música, 
  nas obras de caridade e nas diversas
  pastorais existentes.
  Ser cristão leigo atuante é ter consciência
  do chamado de Deus a participar
  ativamente da Igreja e do Reino,
  contribuindo para a
  caminhada e o crescimento das
  comunidades rumo à Pátria Celeste.
  Assumir esta vocação é doar-se pelo
  Evangelho e estar junto a Cristo em sua
  missão de salvação e redenção.
 
Os Leigos são cristãos que têm uma 
  missão especial na Igreja e na sociedade.
  Pelo batismo, receberam esta vocação 
  que devem vivê-la intensamente a serviço
  do Reino de Deus. Na Igreja existem as
  diversas vocações: a sacerdotal, a
  diaconal, a missionária, a religiosa, a
  leiga. Todas são muito importantes e
  necessárias, pois brotam do Batismo, 
  fonte de todas as vocações.
 
Dentro da comunidade eclesial, os leigos
  são chamados a desempenhar diversas
  tarefas: catequista, ministro 
  extraordinário da comunhão eucarística,
  agente das diferentes pastorais, serviço
  aos pobres e aos doentes. São chamados
  também a colaborar no governo paroquial
  e diocesano, participando de conselhos
  pastorais e econômicos.
  Apesar desses serviços que desempenham
  na comunidade eclesial, a missão mais
  importante dos leigos é no mundo. Eles 
  são chamados a realizar sua missão 
  dentro das realidades nas quais se
  encontram no dia-a-dia. Eis a grande
  missão: ser sal, luz e fermento do Reino 
  de Deus no mundo em que vivem como
  sinais de Cristo Ressuscitado, a quem
  entregaram suas vidas.

 
íntegra >>


   
Papa Francisco

  Cidade do Vaticano, 23 de agosto de 2015

  Queridos irmãos e irmães, bom dia!

  Hoje conclui-se a leitura do sexto capítulo
  do Evangelho de João, com o discurso 
  sobre o "Pão da Vida", pronunciado por
  Jesus no dia seguinte do milagre da
  multiplicação dos pães e dos peixes. No
  final do discurso, o grande entusiasmo do
  dia anterior se apagou, porque Jesus tinha
  dito ser o Pão que desceu do céu, e que ele 
  iria dar a sua carne como alimento e seu
  sangue como bebida, aludindo claramente
  ao sacrifício da sua própria vida. Estas
  palavras provocaram decepção no povo,
  que as julgou indignas para um Messias,
  palavras não "vencedoras". Assim, alguns
  observavam Jesus como um Messias que
  devia falar e agir de modo que a sua
  missão tivesse sucesso, de imediato. Mas
  precisamente sobre isso eles se
  enganavam: no modo de entender a 
  missão do Messias! Até mesmo os
  discípulos não conseguem aceitar aquela
  linguagem inquietadora do Mestre. E a
  passagem de hoje refere-se a esse
  desconforto: " Muitos dos seus discípulos,
  ouvindo-o, disseram: Isto é muito duro!
  Quem o pode admitir?"(Jo 6,60)”.
  Na verdade, eles tinham entendido bem o
  discurso de Jesus, tão bem que não
  queriam escutá-lo, porque é um discurso
  que põe em crise a sua mentalidade. As
  palavras de Jesus sempre nos colocam em
  crise, por exemplo diante do espírito do
  mundo, do mundanismo. Mas Jesus 
  oferece a chave para superar as
  dificuldades, uma chave composta de três
  elementos. Primeiro, a sua origem divina:
  Ele desceu do céu e subirá "para onde
  estava antes" (62 v.). Segundo: as suas
  palavras só podem ser compreendidas
  através da “ação do Espírito Santo”, 
  Aquele "que dá a vida" (v. 63). É
  precisamente o Espírito Santo que nos faz
  compreender bem Jesus. Terceiro: a
  verdadeira causa da incompreensão das
  suas palavras é a falta de fé: "Entre vocês
  há alguns que não acreditam" (v 64), 
  disse Jesus. De fato, desde então, diz o
  Evangelho: "muitos dos seus discípulos
  haviam desistido " (v 66). Perante estas
  deserções, Jesus não poupa e nem atenua
  as suas palavras, ao contrário, obriga a
  fazer uma escolha precisa: ou estar com 
  Ele ou separar-se d´Ele, e diz aos Doze:
  "Também vós quereis ir embora?" (V. 67 ).
  íntegra >>



 

   Notícias
  


  
 Novo grupo de estudo, fruto da JMJ Rio2013

  
   O objetivo é partilhar testemunhos e aprofundar os
   ensinamentos do Papa Francisco em seus discursos, homilias e
   pronunciamentos realizados durante a JMJ. Descobrir, com a graça de
   Deus, qual a missão que Ele tem para cada um e atender ao pedido do
   Papa Francisco, repetindo Jesus, para ir e fazer discípulos entre todos.
     O grupo é voltado para os que foram voluntários, para os que foram 
   hospedeiros, para os que ajudaram, para os que participaram....é para
   TODO MUNDO!
   Assista vídeos no canal discípulos JMJ youtube
   Veja os encontros

  
Relembre momentos da São Domingos na JMJ

  Arquidiocese do Rio celebra dois anos da JMJ com "Vigílias
   Missionárias" e JOLEO
 
saber mais

   Missão Popular  "Ide e fazei discípulos"

    
Atendendo a convocação da missão popular - visita de casa em casa -   
   como gesto concreto do ano da esperança vivido na arquidiocese,
   nossa comunidade já esta realizando as reuniões e visitas. Todos
   devemos participar desta missão. Pegue seu material de orientação
   em nossa secretaria e "Ide fazer discípulos". Não esqueça de enviar
   as fotos dos encontros para o email da paróquia.
   saber mais      

    


        
                



        

              Formação
             


                                                                         São Domingos de Gusmão - 08 de agosto


                                  
Sua história     A Paróquia     Devoção ao Rosário     Hino     Galeria    Programação

                                                              
    


    Eventos 

   



                                

                 Missa Solene de São Domingos                           Quermesse de São Domingos
                  despedida do padre Marciano                                                                
                                     
               

              Apoie e participe !
             
                
            


                    


Café Paroquial

Sábados e Domingos após as
missas, "Venha tomar ao
menos um cafezinho!"





Dízimo

O dizimo é a oferta de gratidão, partilha e amor que da provimento às necessidades da Igreja, sua
conservação, o bem realizar o
Divino Culto, as obras apostólicas e de caridade e a sustentação de seus ministros. Todos somos convidados a participar. mais
        

 
   
        

Campanha para Obras
Estamos em campanha para reforma do telhado. Pegue seu envelope no final das
missas ou na secretaria e coloque sua
contribuição. Os envelopes devem ser devolvidos somente em nossa secretaria.
Não há pessoa autorizada para recebê-lo ou fazer qualquer solicitação de doações por outro meio. Informações na secretaria.


Cesta Básica
Doe alimentos não perecíveis para
omposição das cestas básicas fornecidas
mensalmente às famílias assistidas por nossa comunidade. Fique atento à data de validade dos produtos. Procure mais informações em nossa secretaria.